14 Setembro 2015

Fotografia: toda uma história que faz hoje, da Canson®, a última pioneira dentre os fabricantes de papéis fotográficos ainda em atividade! Hoje, mais nenhum ator daquela época figura no mercado, exceto a Canson®, que celebra os 150 anos de sua Patente Fotográfica.


Hoje, a Canson® conserva seu espírito inovador e conjuga séculos de experiência na fabricação des papéis com técnologias de ponta.
A Canson® privilegia o uso de minerais naturais e de materiais dos mais puros, insentos de branqueadores óticos, para lhes propor suportes de impressão resistentes ao envelhecimento.

Os papéis e as telas da gama Canson® Infinity para fotografia e edição de arte numérica apresentam resultados de impressão sem igual e duráveis, tais quais: resultado cromático ideal, com uma larga gama de cores, uma forte Dmáx. e uma excelente clareza das imagens. 


 




História, Experiência especializada e Excelência

A história da Canson® e dos irmãos Montgolfier começou em 1557 e foi permeada de acontecimentos célebres, tais quais a atribuição do cobiçado título de Manufatura Real em 1784 pour Luis XVI e a invenção do primeiro balão em 1782, fabricado com papel Canson®.

Em 1865, a Canson® registra e obtém uma patente internacional pela melhora do papel albuminado, um dos primeiros procedimentos fotográficos em papel da época. Esta patente consistia na melhora do resultado final, evitando a onerosa viragem a ouro, geralmente praticada sobre o procedimento de origem.

Em 1892 a Canson® recebe o diploma de honra, recompensa mais importante, na ocasião da Exposição Internacional de Fotografia.